COMO ESTÁ O FLUXO DE CAIXA DA SUA EMPRESA NESTE INÍCIO DE 2022?

fluxo de caixa tem um papel imprescindível para a gestão financeira de qualquer empresa. Sem ele, as chances de serem tomadas decisões equivocadas – que podem colocar o futuro do negócio em risco – são muito grandes.

Por isso, é essencial fazer análises mensais dessa questão. Sendo que, especialmente nos primeiros meses do ano, é importante fazer avaliações e previsões para um período de tempo considerável. E na sua empresa, como está a gestão do fluxo de caixa neste começo de 2022?

Mesmo que esteja tudo certo, é sempre importante obter novos conhecimentos sobre esse assunto e colocar em prática as melhores dicas para manter tudo em ordem com as movimentações financeiras.

E o intuito deste artigo é exatamente ajudar você nesse sentido. Inclusive, no final, mostraremos uma boa alternativa para conseguir equilibrar o fluxo de caixa diante da indisponibilidade de capital.

Boa leitura!

 

A relevância administrativa do fluxo de caixa

Naturalmente, a importância do fluxo de caixa está associada, sobretudo, ao planejamento e controle financeiro das empresas. E é claro que isso é de grande valor, pois viabiliza uma gestão realmente eficiente.

Todavia, também é relevante destacar o quanto o fluxo de caixa ajuda em relação à tomada de decisões.

Quando o empreendedor sabe detalhadamente os valores e as datas das entradas (fontes de receita) e saídas (despesas diversas) de capital, ele consegue planejar muito melhor suas ações e tomar decisões bem fundamentadas e com grandes chances de serem acertadas. Além disso, fica mais fácil, por exemplo:

  • Identificar quais fontes de receita estão sendo mais positivas e quais merecem atenção por não estarem valendo a pena;
  • Adotar estratégias pontuais de marketing e vendas; e
  • Descobrir em quais aspectos o negócio pode reduzir custos.

 

3 dicas para manter o fluxo de caixa saudável

Na prática, não é tão difícil assim manter o fluxo de caixa saudável. Seguindo algumas dicas básicas, é possível ter êxito com essa questão e manter uma boa gestão financeira de forma permanente.

 

1. Faça um bom planejamento (de curto, médio e longo prazo) e atualize-o constantemente

  • Gastos imprevisíveis;
  • Cenários econômicos desfavoráveis (diminuição das vendas); e
  • Atrasos (e até inadimplência) nos pagamentos dos clientes.

Toda empresa está sujeita a esses acontecimentos. E só existe uma maneira de evitar que eles gerem prejuízos irreparáveis e até levem o negócio a fechar as portas: ter um bom planejamento.

Sendo que ele deve considerar o curto, o médio e o longo prazo. Com isso, mesmo diante de dificuldades, é possível manter o orçamento equilibrado e evitar grandes perdas.

Vale ressaltar ainda que o planejamento deve ser atualizado constantemente. Assim, é viável realizar ajustes pontuais e lidar adequadamente, por exemplo, com demandas sazonais.

 

2. Realize uma gestão detalhada e rigorosa sobre todas as movimentações financeiras

O fluxo de caixa precisa ser realizado com riqueza de detalhes. É isso que possibilita ao empreendedor saber a origem e a data de cada uma das receitas e despesas.

Por isso, é crucial manter todos os dados atualizados. Dessa forma, quando surgir um imprevisto ou uma oportunidade de negócio, será mais simples tomar a decisão certa – seja em relação à solução de um problema ou à realização de um investimento.

 

3. Nunca dê margem para esquecimentos e equívocos

Principalmente no caso dos negócios de menor porte, nem sempre é possível ter um profissional dedicado às questões financeiras. Porém, isso não é motivo para descuidos em relação ao fluxo de caixa.

Até porque, quaisquer esquecimentos ou equívocos no controle das receitas e despesas podem gerar sérios problemas. Inclusive, induzindo o empreendedor a tomar decisões erradas.

Portanto, é muito importante evitar falhas na hora de manter o controle atualizado.

 

A Antecipação de Recebíveis como “aliada” do equilíbrio financeiro

Empresas que realizam vendas a prazo, por vezes, ficam com o caixa no vermelho até a data acertada para os pagamentos por parte dos seus clientes. E isso pode gerar problemas em se tratando de demandas como:

  • Comprar algum equipamento/material para reposição;
  • Realizar pagamentos (de pessoal ou a fornecedores); e
  • Aproveitar boas oportunidades de negócios.

Felizmente, existe uma boa maneira de as empresas obterem capital imediato: realizar a antecipação de recebíveis.

Desse modo, elas obtêm (à vista) os valores relativos às suas vendas a prazo e podem manter o fluxo de caixa equilibrado. E o melhor, sem gerarem dívidas para o futuro ou pagarem taxas elevadas. É por isso que a antecipação de recebíveis é uma grande aliada do equilíbrio financeiro das empresas.

Você quer deixar o fluxo de caixa da sua empresa o mais saudável possível neste começo de ano? Então conte com a Credere para fazer a antecipação dos seus recebíveis e equilibrar as suas finanças!

Todos os direitos reservados © 2022 CREDERE